Skip to main content

No Dona Ruth: Festival de Teatro Negro de São Paulo – 3ª edição, os Atos Artísticos são criações cênicas audiovisuais online e apresentações presenciais de artistas indígenas(es) e negras(es/os) de diferentes regiões do Brasil que transitam entre as linguagens do teatro, da performance, da dança e das artes visuais.

Abrindo os caminhos para o Dona Ruth: Festival de Teatro Negro de São Paulo – 3ª edição, a noite conta com a apresentação da atual edição do evento, performance em homenagem aos 100 anos de Ruth de Souza (1921-2019) e um show.

Performance “Centelhas de Ruth de Souza” 

Luz Ribeiro (SP)
Data: 20 de outubro, quarta-feira. 20h
Formato: online
Local: Itaú Cultural – Youtube 

Sinopse

Existem histórias que só a poesia dá conta  de recontar, como explicar  o que Dona Ruth de Souza representa para  toda uma geração  de mulheres pretas artistas? Só sendo  mulher preta artista pra saber. O vídeo centelhas de Dona Ruth é a maneira  insistente de manter a chama acessa.

Ficha técnica

Roteiro e Voz: Luz Ribeiro
Produção Executiva: POVES articuladora cultural
Produtora: Pri Mastro
Captação de Áudio e Vídeo:1Quarto Estúdio
Mixagem: Harry
Masterização: 1Quarto Estúdio
Edição de Vídeo: Reali
Apoio: Fábrica de Cultura Jd. São Luís

Para assistir a esta atração basta acessar o canal do Itaú Cultural no Youtube a partir do dia 20, às 20h. O vídeo ficará disponível até o dia 31 de outubro de 2021. 

Sobre a artista

Em tempos de redes sociais, Luz Ribeiro prefere pousar em redes de balanços e afetos, @luzribeiropoesia tem alguns seguidores, mas luz sonha em ter sempre com quem seguir. Luz é coletiva: Slam das Minas-SP e Coletivo Legítima Defesa. Escreve desde que fora alfabetizada e nem por isso se acha poeta, sonha com o dia que será poesia. Campeã do  “Flupp BNDES” (2015),  campeã do “Slam BR” (2016) e semi finalista da “Coupe du Monde de Slam de Poésie”  (FRA – 2017).  Protagonizou  um  dos capítulos da série “Bravos” na TV Brasil. Autora dos livros: “Eterno Contínuo” (2013) , “Espanca”  e “Estanca” (2017).  32 anos, raiou no verão de São Paulo, gosta de escrever com letrinha minúscula, nasceu antes de aquário pra presa não ficar. Luz é: mar-mãe de Ben e filha-mar de Odoya.

Leave a Reply