Skip to main content

No Dona Ruth: Festival de Teatro Negro de São Paulo – 3ª edição, os Atos Artísticos são criações cênicas audiovisuais online e apresentações presenciais de artistas indígenas(es) e negras(es/os) de diferentes regiões do Brasil que transitam entre as linguagens do teatro, da performance, da dança e das artes visuais

Ano que vem eu vou

Zora Tikar Santos (MG)
Data: 24 de outubro, domingo. 19h
Formato: online
Local: Itaú Cultural – Zoom/Sympla
Essa atividade contará com interpretação em Libras.
Grátis
Classificação indicativa: Livre
Duração: 35min 

Sinopse

Um experimento sonoro performático guiado por Zora Santos, guardiã de uma alquimia ancestral que aparentemente envolve cozinhar, mas que vai muito além do que sabemos sobre esse universo. Diante de uma mesa viva, ingredientes sonoros são servidos.

Ficha técnica 

Atuação: Zora Santos
Dramaturgia: Dione Carlos
Direção: Grace Passô
Produção: Lucas Ferrazza
Câmera e edição: Catarina Queiroz
Trilha Sonora: Barulhista

Sobre a artista

Zora Tikar Santos é atriz, cozinheira e pesquisadora de comida Afro Mineira há 30 anos, realizando atualmente oficinas culinárias performáticas. Venceu um concurso de modelos negras em 1972 em Belo Horizonte. Como atriz atuou nos espetáculos e filmes: Chico Rei – 1985; Os Inconfidentes – 1972; Pare e Siga – 2017; Vaga Carne- 2019. No teatro: ‘O Relatório Kinsey – 1973; ‘Orfeu’ -1974 e no Projeto Segunda Preta – 2018. Na cozinha, em 1998 foi chef de cozinha do Buffet La Fete – Belo Horizonte. Em Maio de 2000 promoveu o primeiro Jantar Afro-Mineiro da Capital. Participou de eventos como: Batuque Brasil – Sesc Tupinambás, Parque Municipal/BH, em 2000. Coordenou a barraca de Comida Afro-Mineira, de Maio a novembro de 2000 no Mercado da lagoinha em Belo Horizonte. Foi Instrutora de cursos de culinária no Mercado da Lagoinha, em 2000. Dirigiu o Bar Buteco da Zora de Outubro de 2006 a Julho de 2007, ficando em sexto lugar no Comida de Buteco BH.

Atenção:
Para assistir a exibição deste Ato Artístico será necessário reservar os seus ingressos no Sympla e seguir as instruções da plataforma. A transmissão será realizada via Zoom, portanto é preciso ter instalado o aplicativo em seu dispositivo. 

A exibição de “Ano que vem eu vou” será realizada em sessão dupla com “Asfixia” de Kay Sara. 

Leave a Reply