Skip to main content

No Dona Ruth: Festival de Teatro Negro de São Paulo – 3ª edição, os Atos Artísticos são criações cênicas audiovisuais online e apresentações presenciais de artistas indígenas(es) e negras(es/os) de diferentes regiões do Brasil que transitam entre as linguagens do teatro, da performance, da dança e das artes visuais

Asfixia 

Kay Sara (AM)
Data: 24 de outubro, domingo. 19h
Formato: online
Local: Itaú Cultural – Sympla/Zoom
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 10 anos de idade.
Duração: 30min
Essa atividade contará com interpretação em Libras
Grátis 

Sinopse 

No início dos tempos, todos viviam em harmonia com a natureza, vivendo e sobrevivendo através dela, sem a necessidade de destruir,  hoje quase todas as coisas vem da destruição e invasão de territórios antes ocupados por outros povos, sem respeito nenhum por quem estava antes, muitos lugares do mundo foram destruídos e seus povos dizimados por causa do “descobrimento”. Desde 1500 até hoje muitas coisas foram criadas e descobertas pelos seres humanos, uma delas foi o plástico, que hoje está em todos os lugares do mundo, inclusive em lugares que aparentemente não deveria estar. 

Ficha técnica  

Concepção, interpretação e pensamento visual: Kay Sara
Produção: Kay Sara, Rosa Peixoto
Registro audiovisual: Rosa Peixoto
Agradecimentos: Yoann Guerin

Sobre a artista

Kay Sara é atriz e performer. Nasceu em 1996 no povoado de Iauaretê, localizado na fronteira com a Colômbia, no Estado do Amazonas. Filha de nativos da etnia Tariano e Tukano. A atriz também participa do Grupo Dyróa Bayá, faz parte do elenco da peça “Brian ou Brenda?” (2019), com duas temporadas na capital paulista (no Centro Cultural São Paulo e Viga Espaço Cênic), e prepara-se para ser a protagonista de uma produção internacional: “Antígona na Amazônia”, do diretor suíço Milo Rau, que foi adiada temporariamente por conta da pandemia.

Atenção:
Para assistir a exibição deste Ato Artístico será necessário reservar os seus ingressos no Sympla e seguir as instruções da plataforma. A transmissão será realizada via Zoom, portanto é preciso ter instalado o aplicativo em seu dispositivo. 

A exibição de “Asfixia” será realizada em sessão dupla com “Ano que vem eu vou” de Zora Tikar Santos.

Leave a Reply