Skip to main content

No Dona Ruth: Festival de Teatro Negro de São Paulo – 3ª edição, os Atos Artísticos são criações cênicas audiovisuais online e apresentações presenciais de artistas indígenas(es) e negras(es/os) de diferentes regiões do Brasil que transitam entre as linguagens do teatro, da performance, da dança e das artes visuais

O guerreiro e o curupira

Grupo de Artes Dyroá Bayá  (AM)
Data: 23 de outubro, sábado. 15h
Formato: online
Local: Sesc SP  – Youtube
Classificação indicativa: Livre
Duração: 60min
Essa atividade contará com interpretação em Libras.

Sinopse

O espetáculo narra a vontade de um guerreiro em ganhar o respeito do seu povo e para conseguir, ele decide sequestrar o filhote de curupira mesmo sabendo dos riscos que corria, a vontade de ser reconhecido como guerreiro passa a desobedecer até os conselhos do grande pajé. Mas é graças a essa aventura ele é lembrado até hoje pelos povos indígenas do alto rio negro no amazonas.

Ficha técnica

Dayane Nunes: Produtora executiva
Mônica Bary: Produção
Rosalina Peixoto: Assistente de produção
Dhemerson Batista: Curupira
Anderson Kary Bayá: Guerreiro e Cenógrafo
Filho do curupira: a escolher

Sobre o grupo

O Grupo de artes Dyroá Bayá, da Etnia Tariano do 3º clã, com seu local de origem de Iauaretê, que fica localizado no amazonas, foi para Manaus em 2003 e desde então vem trabalhando com divulgação de sua cultura mostrando a sua arte ancestral para a sociedade atual. Através de oficinas, apresentações em escolas, praças, conferências, hotéis, atuando em filmes, séries, clipes, comerciais, contação de histórias, peças de teatro. O Grupo é formado por Severiano Kedasery ancião do grupo, Rosa Peixoto, Anderson Kary Báya, Aline Souza ,Mônica Bary e Dayane Nunes. Esse é o atual grupo de artes Dyroá Bayá. O grupo atualmente reside em São Paulo, atuando e ecoando seus saberes ancestrais para mais lugares.

Atenção:
Para assistir a este Ato Artístico basta acessar o canal do Sesc SP no Youtube a partir do dia 23 de outubro, às 15h.  

Leave a Reply